Copyright 2019

Especialista em CARROS

Todos os direitos reservados

(47) 99193-2323

 

especialistaemcarros@hotmail.com

Atendemos Litoral Norte e

Vale do Itajaí, Santa Catarina.

Consulte para outras regiões.

WhatsApp-icone-3.png

Dicas para economizar combustível

28/07/2015

 

Recentemente falamos dos carros elétricos como uma alternativa aos combustíveis tradicionais, visando maior eficiência energética. No entanto trata-se de algo recente, que ainda levará algum tempo até estar ao alcance de todos.

 

Mas há algo que você pode fazer desde já para melhorar a eficiência do seu carro. E não estamos nos referindo aos milagrosos ‘economizadores de combustível’, à venda pela internet, oficinas e lojas de autopeças. Acredite, se algum deles funcionasse já sairia instalado de fábrica.

 

Você pode economizar combustível de verdade com alguns pequenos cuidados e atitudes que dão resultados práticos. O que você precisa fazer é tornar mais 'leve' o trabalho do motor. Vamos às dicas!

 

1- Cuidados na manutenção

 

Fabricantes e publicações especializadas estão sempre testando as variáveis que impactam no consumo. Os aspectos relacionados à manutenção são os mais significativos, podendo gerar variações superiores a 50%:

 

  • Pneus murchos aumentam o atrito com o chão, elevando o consumo. O ideal é conferir a calibragem semanalmente. O alinhamento das rodas também deve ser verificado regularmente;

  • Motor desregulado ou sem manutenção perde força e aumenta o consumo. Procure seguir o plano de manutenção previsto no manual de instruções, em especial óleo, velas, filtros e correias.

 

2- Hábitos na direção

 

Alguns hábitos comuns, mesmo que sem intenção, podem resultar em aumento do consumo. Cada uma destas variáveis pode ter impacto de 2 até 20%:

 

  • Ninguém gosta de carregar peso, certo? O motor do carro também não. Procure não transportar objetos desnecessários e o seu carro ficará mais leve e econômico;

  • Vidros abertos ou ar condicionado? Ambos impactam no consumo. Nas velocidades mais altas o ar condicionado tende a ser menos prejudicial que os vidros abertos;

  • Velocidade interfere no consumo, seja alta ou baixa demais. A velocidade mais econômica, para a maioria dos carros, é entre 70 e 90 km/h, na última marcha;

  • Combustível ‘batizado’ é outro grande vilão, que, além de prejudicar o consumo, pode causar danos ao motor e outros componentes. Sempre que possível, prefira abastecer no posto de sua confiança;

  • Gasolina comum ou aditivada? Os aditivos da gasolina limpam o motor e o sistema de injeção de combustível, melhorando a sua eficiência e, por consequência, o consumo. Mas isso só funciona se for um hábito, não adianta usar aditivada só de vez em quando;

  • Esquentar o carro ou acelerar antes de desligar: dois antigos hábitos que se tornaram desnecessários e até prejudiciais nos carros modernos. Você pode dirigir logo após ligar o motor, desde que sem acelerar forte nos primeiros quilômetros.

 

3- Técnicas de direção

 

Além da manutenção e mudança de hábitos, existem técnicas de direção que também podem resultar em economia. Não só de combustível, mas no aumento da vida útil de diversos componentes do carro, como motor, transmissão, pneus, freios e suspensão. São elas:

 

  • Velocidade constante: quanto menos você precisar frear, menor o esforço necessário para recuperar a velocidade. No trânsito, procure manter a velocidade mais constante possível, antecipando as manobras. Por exemplo, se ver que o sinal vai fechar lá na frente, desacelere. Talvez ele reabra antes de você chegar ao cruzamento, aí você não terá que parar o carro e embalar tudo outra vez;

  • Cut-off: é um dispositivo que interrompe o fornecimento de combustível ao tirar o pé do acelerador, acima de 2.000 RPM. Isso quer dizer que quando você reduz a velocidade do carro com uma marcha engatada, naquele momento o consumo é zero, ao contrário do que acontece se estiver em ponto morto. Faça o teste, você pode checar no medidor de consumo do computador de bordo. Também vale para descidas de ladeiras ou serras. Isso acaba com o mito da ‘banguela’, que além de não trazer nenhum benefício, é perigoso e ilegal;

  • Método carga: pode parecer uma técnica controversa, mas seu resultado é garantido para motores a álcool ou gasolina. Em resumo, a forma mais econômica de ganhar velocidade é pisar até o fundo do acelerador, desde que em baixas rotações (na faixa de 1.500 a 2.500 RPM).

 

E você, conhece outras técnicas para economizar combustível? Quer saber mais detalhes sobre alguma das que comentamos acima? Comente!

 

Please reload

Notícias em Destaque

Carro autônomo: você ainda vai ter um?

1/8
Please reload

Busca por Categoria
Please reload

Busca por Título
Please reload